Acesse o conteúdo


Mudança Social

Stop Acid Attacks


"Stop Acid Attacks" (SAA), ou "Parem os Ataques com Ácido", é uma campanha contra a violência com ácido na Índia. Ela serve como uma ponte entre sobreviventes e a sociedade, já que a maioria das vítimas deste crime brutal se isola depois de ser atacada. Devido à ignorância do governo e da sociedade civil, a maioria dos sobreviventes não encontra nenhuma esperança e vive muitas vezes na solidão. SAA tem por objetivo pesquisar e rastrear casos de ataque com ácido e compilar dados para constatar a situação real dos sobreviventes. Um dos resultados desta campanha é um café chamado "Sheroes' Hangout" em Agra, cidade famosa pelo Taj Mahal. O café é administrado por vítimas de ataque com ácido e lhes proporciona independência financeira e social.

Hass hilft


"Hass hilft", ou "Ódio ajuda", é uma campanha lançada pelo Exit, um grupo alemão dedicado a ajudar ex-neonazistas da cena de extrema direita a se reintegrar na sociedade. A ideia por trás de "Hass hilft" é que, cada vez que se vê o discurso do ódio no Facebook, podem-se fazer comentários com um banner da campanha com os dizeres: "Ódio ajuda". Para cada postagem de ódio, um euro é doado a organizações que ajudam refugiados ou que apoiam pessoas a deixar grupos neonazistas. O projeto já arrecadou mais de 100.000 euros.

Tech pro Bem

Gershad


Gershad é um recém-lançado aplicativo para smartphone que tem como objetivo ajudar os iranianos a escapar da polícia moral da República Islâmica, responsável pela imposição de códigos de comportamento, bem como de vestimenta islâmica, incluindo o obrigatório hijab. É um projeto inovador que pode levar à criação de outros aplicativos para ajudar os iranianos a contornar algumas das restrições estatais que enfrentam em suas vidas diárias. Os dados para o aplicativo é gerado por crowdsourcing e depende de usuários apontando em mapas a localização de vans da polícia da moralidade. Quando um número suficiente de usuários marca o mesmo ponto, um alerta irá aparecer no mapa para outros usuários. Quando o número diminui, o alerta se desvanece gradualmente.

Ramy Raoof


Ramy Raoof é especialista em tecnologia e consultor de privacidade e segurança digital. Junto a grupos de direitos humanos, jornalistas, advogados e jovens, ele participa de iniciativas relacionadas a tecnologia no Egito e MENA. Ele desenvolveu estratégias de segurança digital e respostas de emergência em casos de ameaças físicas, de apoio à publicação de materiais sensíveis, de sistemas seguros de gestão de informações delicadas, e projetou planos operacionais para equipes de resposta de emergência em questões de direitos humanos. Ele se concentra em padrões de vigilância e privacidade holística. Em janeiro de 2016, Ramy foi nomeado para a lista mundial das 100 pessoas mais influentes em informações de segurança, publicada pela plataforma CISO na Índia.

Arte e Cultura

Zentrum für politische Schönheit


O "Centro de Beleza política" organiza protestos na interface entre arte e política. Apesar de provocar formas de protesto, o "Centro de Beleza Política" conseguiu chamar a atenção do público para uma variedade de tópicos, incluindo a tragédia dos refugiados no Mar Mediterrâneo, como fronteiras fechadas afetam os direitos humanos e as exportações de armas para países em desenvolvimento.

GMB Akash


O fotógrafo de Bangladesh GMB Akash vê a fotografia como uma linguagem pela qual ele se comunica com o mundo. Através de suas fotos, ele articula as experiências dos que não têm voz e traz suas identidades para o primeiro plano.

Jornalismo Cidadão

Razor’s Edge


Bangladesh vivenciou uma série de ataques contra blogueiros seculares em 2015, incluindo ataques que mataram quatro blogueiros ateus e um editor secular. Todas as vítimas se opunham ao fundamentalismo religioso e defendiam uma sociedade secular. Grupos radicais islâmicos reivindicaram a responsabilidade pelas mortes. Um blogueiro que foi repetidamente alvo de islamistas fez um documentário sobre a situação que enfrentam atualmente blogueiros, escritores e editores ateus em Bangladesh. O documentário mostra como importantes políticos apoiam o assassinato de blogueiros no país de maioria muçulmana.

Vahid Online


"Vahid Online" é realizado por um jornalista cidadão iraniano, que dedicou sua vida a fornecer notícias e informações sem censura. Nos últimos meses, ele lançou um canal altamente valioso no aplicativo de mensagens pelo celular Telegram, que permanece não filtrado no Irã. "Vahid Online" avalia e compartilha informações vitais para seus seguidores e é indispensável para jornalistas, profissionais da mídia e qualquer pessoa interessada em notícias e informações sobre os acontecimentos políticos e sociais do Irã.

Prêmio do Público Árabe

Za2eed18


Za2eed18 is an Egyptian portal that takes a brave, critical look at the topics interesting young people in Egypt as well as other Arab countries.

Prêmio do Público Bengali

German Probashe


German Probashe is a website for Bengali students living in Germany. It provides information and helps them integrate into German society. Thanks to this website, newcomers from Bangladesh find support from Bengali expats who have been residing in Germany for years.

Prêmio do Público Chinês

Media Monitor for Women Network


Since 2012, a group of young women’s rights activists has launched a series of campaigns. “The bloodstained bride” is one held in the streets to encourage women to fight against domestic violence. On March 8, 2015, International Women’s Day, five feminist activists from this group were arrested for planning to distribute stickers on buses to raise awareness of sexual harassment on public transportation and were detained on charges of “picking quarrels and provoking troubles.” Thirty-seven days later, “The Feminist Five” were released on bail, under tremendous domestic and international pressure.

Prêmio do Público Inglês

Open Migration


This online project has two main aims: first, to use research and data to challenge misinformation about the many people currently fleeing their homes in search of refuge and, second, to promote and protect migrants’ rights. Open Migration achieves both these goals with its infographics, commentary, news reporting, feature stories and analysis.

Prêmio do Público Francês

Rythmes d’Afrique


“Rythmes d’Afrique, Racines – RAR,” or African Rythem, Roots, shows Africa’s cultural diversity with reports about theater, music, street art and literature, to name a few topics. Orphelie Thalmas, who was named Ivory Coast’s best blogger in 2014, started the platform three years ago, and the platform now also publishes correspondents reports and op-eds.

Prêmio do Público Alemão

#YouGeHa


#YouGeHa is a campaign of German YouTubers with a large fanbase who create videos against racism and prejudice. Together they reached out to millions of their viewers and called for people to take a stand against racism in all aspects of our lives.

Prêmio do Público Híndi

Chaupal


Chaupal provides a platform for discussion of various issues, including democracy, arts and culture and science and the environment. It aims to build a parallel structure to the mainstream media, which, Chaupal complaints, is mostly biased. The website works on a non-profit basis and is structured like a news portal, but people from around the country contribute most of the content. Chaupal aims to reach out people in the farther districts and villages in India.

Prêmio do Público Indonésio

Qureta


Qureta is an effort to cultivate the literary tradition in Indonesia. In response to the growth of websites promoting intolerance and ignorance, Qureta seeks to be an oasis of thought.

Prêmio do Público Persa

Kabul Taxi


Kabul Taxi is considered Afghanistan’s first satirical Facebook page. The creators have been pushing boundaries by criticizing politicians and highlighting social problems in Afghanistan, including widespread corruption. The popular page has created a platform for Afghans to raise their voices against the problems in their society and express their dissatisfaction over issues affecting their lives, including nepotism, corruption, and insecurity. The page has irritated Afghan authorities who had reportedly summoned several journalists they believed were running the page.

Prêmio do Público Português

Amazonia Real


Metade do Brasil é ocupado pela Floresta Amazônica, mas há poucas notícias sobre a região na mídia brasileira, que se concentra em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro. Este site é uma excelente fonte de informação sobre a Amazônia – sobre a sua política, economia, meio ambiente, povos indígenas.

Prêmio do Público Russo

Antijournalist


At "Antijournalist" (Belarus), the blogger and media analyst from Belarus Viktor Malishevskiy describes and dryly comments on official statistics published by official state media. A typical example: "Since the presidential election (December 2010) the average salary of a Belorussian citizen rose from 1,595,900 to 6,536,100 rubles - or from 531 dollars to 450 dollars."

Prêmio do Público Espanhol

Asociación Animalista Libera


Libera is an association to protect animal rights that has been working for many years in Barcelona. The group’s campaigns inform and create awareness about the conditions and lives of animals. It’s an important topic in Spain, a country with many traditions that use animals as objects.

Prêmio do Público Turco

EngelliWeb


A civic initiative to list all sites banned in Turkey. An ongoing project since 2008, the site is updated and funded by visitors.

Prêmio do Público Ucraniano

The Price of the State


"We'll explain the budget so you'll finally understand where your taxes have gone and so you can have an impact," that’s how the experts at this project explain their goal. "The Price of the State" provides easily understandable answers to complicated questions as well as two interactive "calculators." The first one is called "the bill from the state" and shows what taxes people pay from their income. The second is called "pension calculator" and shows the state of the future Ukrainian pension system according to current law. "The Price of the State" is run by the Eastern Europe Fund and the CASE-Ukraine NGO with financial support of the European Union.